Parabéns!!! Se chegaste até aqui é porque já acabaste o curso.

Finalmente transformar-te-ás nesse ser luminoso que sabias que tinhas dentro. E embora o verdadeiro caminho comece agora, não te preocupes, estamos aqui para te ajudar. Aqui vão todos esses segredos, ocultos à vista de todos, para que te possas tornar numa Jovem Estrela da Arquitetura.

O primeiro passo na tua viagem será procurar um mestre. Todos os grandes tiveram um, tu não serás exceção. Então, procura a tua estrela da arquitetura mais próxima, ou melhor ainda, a tua favorita no estrangeiro, e tenta entrar, seja de que forma for, no seu atelier, e se não te oferecem um contrato, não te preocupes. Podes viver às custas do papá e da mamã. Coisas como o Convenio de Colectivo de Oficinas Técnicas y Estudios de Arquitectura de Espanha ou o SATAE não estão pensadas para ti, tu és um verdadeiro amante da arquitetura. O prestígio é a tua vida, e colaborar numa publicação é o teu ordenado.

O segundo passo é fundamental. Quando estabeleceres a tua sede (a do teu chefe, obviamente) está na hora de ampliar a tua rede de contactos. É completamente necessário estar presente em todos os eventos da tua cidade (e arredores, claro). No Colégio, na Universidade, em cursos ou conferências, é igual. Tu estás sempre… és sempre o primeiro a estar, e se tens oportunidade de fazer uma pergunta que dure o mesmo ou mais que a intervenção do orador, melhor. Faz-te ver!! E depois, nos canapés, escolhe o teu objetivo. Mas deves ser cuidadoso, as oportunidades vão e vêm. Um decano, um diretor de departamento, um alto cargo do atelier ou um conselheiro, seja quem for. Apresenta-te e deixa-te apresentar. Têm de conseguir localizar-te no mapa. Ao fim ao cabo, queres ser um deles ou não?

Mas não fiques por aqui. O mundo dos canapés é apenas a metade do que as pessoas veem, ou talvez menos até. A terceira fase é trabalhar os teus RRSS. É importante estar em todas elas, ou pelo menos em todas as obrigatórias como Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin (quando mais cargos inventados em inglês, melhor!) Como é que te queres vender? És um intelectual ou um empreendedor? És dos modernos ou dos da velha-guarda? Escolhe sabiamente… ou não. Talvez o melhor seja dar graxa a torto e a direito. Nunca se sabe com quem poderás estar a tomar café amanhã.

Agora que já começaste a criar a tua rede e tens a plataforma, está na hora de começar a gerar “atividade”. A tua quarta jogada será criar a tua “personagem”. Junta fotografias de viagens e spameia-as durante meses, para que pareça que a tua vida é uma infinita peregrinação. Ou tira 20 fotografias do mesmo desenho desde diferentes ângulos e bombardeia o Insta. O que produzes não importa, o importante é aparentar que a tua maquinaria nunca para de funcionar. As stories são as tuas aliadas, conta ao mundo o quão intensa é a tua vida. Mas sem dar muitos detalhes. As pessoas gostam de ver que outras fazem coisas, mas não dão demasiada importância ao quê. O importante é a atitude. O teu perfil deve parecer estar patrocinado por Mr Wonderful. “O segredo” e “O Alquimista”, devem ser os teus livros de cabeceira. *

Todas as personagens precisam de uma indumentária. Assim, o teu último passo será vestir-te conforme o requerido. Nós, os arquitetos, temos o nosso próprio código, que se pode resumir em duas correntes antagónicas: o preto rigoroso ou a estridência recalcitrante. Toda a gama intermédia não é adequada para ti. Então já sabes, ou transformas o teu armário num que seja digno de um padre ou num que pareça vomitar unicórnios. A escolha é tua!

Agora só resta esperar. É uma questão de resistência mental, económica, física e social. Não há mal que sempre dure, nem corpo que o aguente… é o que dizem. Portanto, paciência minha jovem Estrela da Arquitetura, se acreditas com força nos teus sonhos e trabalhas duro, conseguirás, xD.

Autor:
(Murcia, 1986) Arquitecto y Arquitecto Técnico por la UCAM. Dirige el blog Pedacicos Arquitectónicos junto a Antonio Navarro y Juan Francisco Martínez además de MetaSpace Blog junto a Manuel Saga, desarrollando paralelamente su labor profesional en el campo de la construcción, el diseño y la docencia.

Deja un comentario

Tu correo no se va a publicar.

*

Últimos posts